Nota Técnica 04/2021

 

A Federação Mineira de Xadrez regulamenta o registro e a divulgação de torneios dentro do Estado de Minas Gerais valendo rating FMX.

 

Esta nota técnica entra em vigor a partir do dia 1º de janeiro de 2022.

 

Clubes, entidades e organizadores de forma geral podem realizar torneios no estado de Minas Gerais computando rating FMX, seguindo as orientações desta nota técnica e também do Caderno de Encargos vigente no respectivo ano.

 

PROCEDIMENTOS PARA REGISTRO DE TORNEIO

 

O organizador deverá enviar um e-mail para a Federação Mineira de Xadrez (contato@fmx.org.br) com antecedência mínima de 15 dias para a realização do torneio e contendo as seguintes informações:

 

– Nome do Torneio

– Data de realização do torneio

– Ritmo do torneio (Blitz, Rápido ou Standard) e número de rodadas (mínimo de quatro)

– Regulamento, Link de home-page e/ou folder referente ao torneio (opcional)

– Cidade

– Nome do Organizador e telefone para contato

– Nome do árbitro

 

IMPORTANTE:

Todos os atletas participantes do torneio deverão ser cadastrados na FMX para que seja possível o cálculo do rating. É de responsabilidade do organizador e do árbitro principal do torneio orientar o cadastro de todos os atletas participantes, evitando aceitar a participação de atleta não cadastrado.

 

RESPOSTA DA FMX AO PEDIDO DE REGISTRO DE TORNEIO:

– No Prazo de cinco dias úteis a FMX responderá ao pedido de registro de torneio;

– Se deferido, a Diretoria desta Entidade definirá o valor da caução que deverá ser providenciado pelo organizador no prazo de cinco dias.

 

PROCEDIMENTOS PÓS-TORNEIO

O organizador deverá encaminhar e-mail para a Federação Mineira de Xadrez (contato@fmx.org.br) até cinco dias após o término do torneio contendo as seguintes informações:

– Nome do torneio, data de sua realização e cidade;

– Link do torneio no Chess-results;

– Número de atletas que participaram do torneio;

– Nomes dos árbitros que atuaram no torneio (anote-se que o árbitro deverá estar em dia com suas obrigações junto à FMX, se árbitro estadual, ou com a CBX se árbitro registrado na Confederação)

– Arquivo extensão .TUNx (somente serão aceitos para cálculo de rating os torneios realizados no programa swiss-manager);

– Comprovante de depósito em favor da FMX do valor referente ao cálculo de rating para:

Federação Mineira de Xadrez

Banco Itaú

Agência 1582

Conta 04.245-1

CNPJ: 18.232.415/0001-31

PIX (CNPJ): 18.232.415/0001-31

O valor de recolhimento por atleta segue o Caderno de Encargos vigente no ano do torneio.

– Após o prazo de cinco dias, o organizador ficará sujeito a uma multa de 100% do valor a ser recolhido por atleta que tenha participado do torneio;

– Inconsistências no arquivo swiss-manager enviado à FMX deverão ser corrigidos no prazo de três dias, sob pena de não ser calculado o rating estadual.

 

Belo Horizonte, 10 de dezembro de 2021

 

Pedro Ferreira Lage

Diretor Técnico da Federação Mineira de Xadrez

 

Ricardo Lúcio Salim Nogueira

Vice-presidente da Federação Mineira de Xadrez

 

Luciane Sepúlveda Viana

Presidente da Federação Mineira de Xadrez

NOTA TÉCNICA 03/2021

 

A Federação Mineira de Xadrez regulamenta os torneios semipresenciais em disputas de rating estadual;

 

DOS TORNEIOS SEMIPRESENCIAIS

São considerados torneios semipresenciais aqueles realizados em mais de uma cidade, sob a supervisão de, ao menos, um árbitro de xadrez em cada sede, com partidas disputadas online;

 

DA PARTICIPAÇÃO DO ATLETA

Durante sua partida, o atleta deverá ficar na área destinada aos jogos, com imagem captada e transmitida pelo youtube;

Poderá, no entanto, se ausentar apenas com autorização do árbitro responsável pela sede;

Para disputar a partida o atleta deverá usar um computador, ou um notebook, ou um aparelho celular;

Durante a partida os jogadores estão proibidos de fazer uso de anotações, fontes de informações ou conselhos, ou analisar em outro tabuleiro. Mesmo que o emparceiramento seja entre dois atletas presentes em uma mesma cidade/polo, a partida deverá ser realizada na plataforma online indicada no regulamento do torneio.

 

DO ÁRBITRO

Cada polo terá a supervisão de um árbitro, regularmente credenciado pela Federação Mineira de Xadrez ou pela Confederação Brasileira de Xadrez;

Cada árbitro poderá supervisionar no máximo 8 (oito) atletas, desde que todos estejam no mesmo ambiente de jogo e captados pela mesma imagem de transmissão;

É permitido que o árbitro seja um jogador do evento. Para tal, a supervisão máxima permitida será de até 4 (quatro) atletas, já incluindo o referido árbitro.

 

DAS PARTIDAS ONLINE

Serão disputadas em uma das três plataformas indicadas pelo organizador:

– Lichess

– Chess.com

– Tornelo

Não serão permitidas disputas de partidas na forma presencial, ainda que os atletas estejam na mesma sede;

 

DA SUPERVISÃO DA FEDERAÇÃO MINEIRA DE XADREZ

Clubes filiados à FMX poderão realizar torneios semipresenciais sob a supervisão de arbitragem da FMX, disputando rating estadual;

São requisitos necessários para realização de um torneio:

– supervisão de arbitragem da FMX;

– transmissão ao vivo do local onde os atletas estão jogando suas partidas;

– torneio disputando rating FMX;

 

DAS INFORRMAÇÕES GERAIS

Se houver queda de conexão do adversário, ainda assim o atleta não poderá reivindicar a vitória. Neste caso deverá permanecer conectado até transcorrer todo o tempo da partida, sendo certo que poderá haver a reconexão, e neste caso o atleta retoma a partida, porém sem devolução de tempo;

Todos os polos deverão ter condições de se comunicar com os árbitros/organizadores a qualquer momento, mesmo durante a rodada. Para isso, os árbitros serão adicionados no grupo exclusivo de assuntos do torneio no aplicativo WhatsApp;

Os árbitros deverão estar conectados à plataforma de vídeo conferência (site zoom.com; com webcam e microfone obrigatórios). Cada cidade/polo deverá providenciar a transmissão ao vivo do local dos jogos com visibilidade para todos os atletas que estivem efetivamente jogando. As imagens das sedes serão transmitidas ao vivo no youtube;

Os jogadores que realizarem atos considerados ilegais, seja através de uso de engines, auxílios ou quaisquer outros mecanismos, serão excluídos do torneio;

A plataforma utilizada para a disputa é soberana sobre suas decisões, não sendo passível de recursos. Se esta plataforma indicar que houve “cheating”, o atleta receberá a punição cabível;

Havendo indícios de que o atleta está usando “cheating” não será autorizada sua participação em torneios oficiais futuros organizados pela FMX;

 

Belo Horizonte, 26 de julho de 2021

 

Pedro Ferreira Lage

Diretor Técnico da Federação Mineira de Xadrez

 

Ricardo Lúcio Salim Nogueira

Vice-presidente da Federação Mineira de Xadrez

 

Luciane Sepúlveda Viana

Presidente da Federação Mineira de Xadrez

Nota Técnica 02/2021

 

A Federação Mineira de Xadrez regulamenta os Protocolos Sanitários para torneios presenciais e semipresenciais em tempos de pandemia;

 

Considerando que o Governo do Estado de Minas instituiu o programa Minas Consciente de combate à Covid-19;

 

Considerando que a vacinação vem progredindo de forma a imunizar boa parte da população mineira;

 

Considerando que a Federação Mineira tem interesse em fomentar os torneios presenciais e semipresenciais em todas as cidades do estado, porém, com protocolos sanitários suficientes para a realização dos eventos esportivos do xadrez com garantias para atletas e organizadores;

 

Assim, a Federação Mineira de Xadrez instrui a organizadores e atletas a seguirem as seguintes normas:

 

Ações sanitárias obrigatórias:

– uso de máscara todo o tempo na área disponibilizada para a realização das partidas. A máscara deverá cobrir nariz e boca todo o tempo;

– álcool em gel disponibilizado em vários pontos do salão de jogos;

 

Sugestões de ações sanitárias:

– medição de temperatura do atleta ao adentrar o salão, sendo que permitida a presença daqueles que aferirem temperatura corporal inferior a 38 graus;

– disponibilização de luvas descartáveis para os atletas utilizarem durante as partidas;

– deve-se evitar a presença de acompanhantes, visitantes ou outras pessoas que não estiverem ligadas à organização do torneio ou estiverem atuando como atletas;

– sugere-se que os atletas higienizem as mãos antes e após cada rodada, seja com álcool em gel, seja com água e sabão;

– terminada a partida, sugere-se que o atleta deixe o recinto onde estão sendo realizadas as disputas das partidas;

 

DO LIMITE DE ATLETAS

A Federação Mineira de Xadrez sugere que sejam seguidos os protocolos do Programa estadual “Minas Consciente”, reconhecendo as variações impostas a cada cidade e região. As cidades que publicarem decretos ou normas específicas direcionadas ao combate à covid-19 deverão ser respeitados pelos organizadores e atletas;

 

A presente nota técnica será aplicada a todos os torneios que estejam valendo rating FMX, CBX e/ou FIDE em todo o território do estado de Minas Gerais, indistintamente.

 

Belo Horizonte, 26 de julho de 2021

 

Pedro Ferreira Lage

Diretor Técnico da Federação Mineira de Xadrez

 

Ricardo Lúcio Salim Nogueira

Vice-presidente da Federação Mineira de Xadrez

 

Luciane Sepúlveda Viana

Presidente da Federação Mineira de Xadrez

NOTA TÉCNICA 001/2021

 

A Federação Mineira de Xadrez regulamenta a função de Árbitro Estadual

 

Considerando a necessidade de fomentar a realização de torneios valendo rating FMX em todo o estado, por intermédio dos clubes;

Considerando a necessidade de formação de árbitros para atuar nestes torneios;

 

A FEDERAÇÃO MINEIRA DE XADREZ, no uso de suas atribuições, regulamenta a função do ÁRBITRO ESTADUAL:

 

O título de ÁRBITRO ESTADUAL é reconhecido em todo o Estado de Minas Gerais;

 

Somente poderão arbitrar torneios a nível estadual os árbitros Estaduais que estiverem devidamente regularizados junto à Federação Mineira de Xadrez e também os árbitros auxiliares, regionais, nacionais, FIDE e internacionais desde que estejam devidamente regularizados junto à Confederação Brasileira de Xadrez;

 

Cabe à Federação Mineira de Xadrez atualizar até o 5º dia útil de cada mês a lista de árbitros estaduais aptos e devidamente regularizados, publicando o rol em sua home-page, na rede mundial de computadores;

 

O árbitro estadual somente poderá arbitrar torneios no território mineiro e disputa do rating FMX. Torneios com disputas de rating CBX e/ou FIDE seguirão as normas estabelecidas pela Confederação Brasileira de Xadrez.

 

DA FUNÇÃO DE ÁRBITRO ESTADUAL

 

São requisitos mínimos para o título de ÁRBITRO ESTADUAL:

 

Idade mínima de 18 anos;

 

Ser aprovado em curso oficial chancelado pela Federação Mineira de Xadrez;

 

O curso de ÁRBITRO ESTADUAL será divulgado e publicado na home-page da FMX, com ampla divulgação a todos os enxadristas de Minas Gerais. O curso seguirá ementa da Confederação Brasileira de Xadrez;

 

Deverá quitar a taxa anual de R$40,00 (quarenta reais), em favor da Federação Mineira de Xadrez. Este valor se refere a 2021 e poderá ser reajustado anualmente pela FMX. Após a quitação da taxa, o árbitro estadual deverá enviar e-mail para contato@fmx.org.br com cópia do comprovante, informação do nome completo e ainda comprovante de aprovação no curso que tenha sido homologado pela FMX.

 

Belo Horizonte, 01º de fevereiro de 2021

 

Pedro Ferreira Lage

Diretor Técnico da Federação Mineira de Xadrez

 

Ricardo Lúcio Salim Nogueira

Vice-presidente da Federação Mineira de Xadrez

 

Luciane Sepúlveda Viana

Presidente da Federação Mineira de Xadrez

NOTA TÉCNICA FMX 002/2020

 

FMX regulamenta os torneios online sob a chancela da entidade 

 

Considerando a necessidade de fomentar e valorizar a realização de torneios neste período de isolamento social; e

Considerando a importância de regulamentar os torneios pela rede mundial de computadores em plataformas confiáveis; 

A presidente da FEDERAÇÃO MINEIRA DE XADREZ (FMX), no uso de suas atribuições, regulamenta torneios “online”: 

A Federação Mineira de Xadrez (FMX) indica as plataformas lichess.org e chess.com para realização dos torneios online com a chancela desta entidade;

Os atletas deverão comprovar que suas contas foram criadas no mínimo há 60 (sessenta) dias da data de sua inscrição no torneio; 

Os atletas deverão comprovar que já disputaram, no mínimo, determinado número de partidas no ritmo e na plataforma em que for disputado o torneio, conforme a seguir: No caso de blitz, mínimo de 30 (trinta) partidas; no caso de ritmo rápido, mínimo de 20 (vinte) partidas; e no caso do ritmo standard, mínimo de 10 (dez) partidas; EXCETO se a própria plataforma exigir número maior de partidas para disputar o torneio; 

Encerrado o torneio, os organizadores divulgarão o resultado considerado provisório. Este resultado fica sob pendência nos dez dias seguintes e somente será oficializado após verificação das contas dos atletas que disputaram o torneio, observando os critérios dispostos a seguir; 

Esta entidade somente calculará o rating do respectivo torneio após a oficialização do resultado final;

 O resultado será oficializado após a decisão de todos os recursos e/ou decorrido o prazo mencionado nesta Nota Técnica, no caso, aquele que transcorrer por último; 

As contas banidas por uso de “cheating” até 10 (dez) dias após a realização da última rodada do torneio implicam na exclusão do atleta no torneio, perda dos pontos nas partidas disputadas e alteração do resultado oficial do torneio; 

As contas encerradas pelo atleta por qualquer motivo em até 10 (dez) dias após o torneio também acarretam na perda dos pontos de suas partidas; 

A perda dos pontos nas partidas disputadas durante o torneio implica em transferir a pontuação para o atleta derrotado, alterando o resultado final do torneio; 

As informações prestadas pelos atletas no ato da inscrição para o torneio são de inteira responsabilidade dos mesmos, cabendo a eles, se o caso, comprovar sua veracidade; 

Belo Horizonte, 21 de agosto de 2020. 

 

Ricardo Lúcio Salim Nogueira

Diretor Administrativo – Federação Mineira de Xadrez (FMX) 

 

Luciane Sepúlveda Viana

Presidente – Federação Mineira de Xadrez (FMX)

Nota Oficial 01/2020

 

A Federação Mineira de Xadrez em conformidade com o comunicado da Confederação Brasileira de Xadrez e o Ministério da Saúde sobre o Coronavírus, decide cancelar todos os torneios de chancela CBX/FIDE a serem realizados até o dia 31 de maio de 2020. Nova data será estipulada para estes torneios

Os torneios de chancela FMX com mais de 50 jogadores serão adiados e remarcados após esta data.

Luciane Sepulveda

Presidente da FMX

Nota Oficial 001/2019

A Federação Mineira de Xadrez institui os títulos de Mestre Estadual e Candidato a Mestre Estadual

Considerando a necessidade de fomentar e valorizar a realização de torneios valendo Rating FMX; e

Considerando a importância de incentivar os jovens atletas do xadrez mineiro;

A presidente da FEDERAÇÃO MINEIRA DE XADREZ (FMX), no uso de suas atribuições, institui os títulos de MESTRE ESTADUAL e CANDIDATO A MESTRE ESTADUAL, com os seguintes requisitos:

MESTRE ESTADUAL

O título de MESTRE ESTADUAL será indicado com a sigla ME-MG e será concedido ao atleta que:

– Estiver filiado à Confederação Brasileira de Xadrez (CBX) pelo Estado de Minas Gerais;

– Alcançar rating FMX (Standard/Clássico) igual ou superior a 2100 pontos e ou

– Vencer o Campeonato Mineiro Absoluto Clássico;

– Vencer o Campeonato Mineiro Feminino Clássico.

CANDIDATO A MESTRE ESTADUAL

O título de CANDIDATO A MESTRE ESTADUAL será indicado com a sigla CME-MG e será concedido ao atleta que:

– Estiver filiado à Confederação Brasileira de Xadrez (CBX) pelo Estado de Minas Gerais;

– Vencer o Festival Mineiro da Juventude Clássico em sua categoria (sub-08; sub-10; sub-12; sub-14; sub-16; sub-18 e sub-20);

– Para que o título seja outorgado pela FMX exige-se que os torneios acima indicados tenham cinco ou mais participantes, tanto na categoria absoluta quanto na categoria feminina;

– O Festival Mineiro da Juventude Clássico será disputado uma única vez a cada ano, promovido pela Federação Mineira de Xadrez e organizado por uma entidade filiada ou indicada pela própria Federação;

DAS OUTORGAS DOS TÍTULOS

– A Federação Mineira de Xadrez (FMX) disponibilizará em sua página na Rede Mundial de Computadores informações acerca dos atletas que receberam seus títulos, com a maior riqueza de detalhes possível;

– A outorga do título não será automática. É necessário que o atleta faça a solicitação junto à FMX, juntando, quando o caso, documentação necessária para comprovar seu pedido;

– O pedido de outorga do título de Candidato a Mestre ou Mestre Estadual será feito por ofício ou por e-mail dirigido à presidência da entidade mediante o pagamento de uma taxa no valor de R$50,00 (cinquenta reais) e R$80,00 (oitenta reais), respectivamente;

– Esta taxa será quitada uma única vez pelo atleta. Não será passível de taxa de renovação;

– O valor da taxa será reajustado anualmente com publicação do novo valor que passará a valer a partir do dia 1º de janeiro do ano seguinte à indicação do reajuste;

– Os titulados (ME-MG e CME-MG) terão desconto de 50% nas inscrições dos torneios oficiais da FMX.

– O CME-MG que alcançar os resultados para a titulação de ME-MG , deverá seguir os procedimentos formais.

DAS QUESTÕES TRANSITÓRIAS

– A diretoria da Federação Mineira de Xadrez (FMX) deverá enviar ofício à Confederação Brasileira de Xadrez (CBX) informando a criação dos títulos de MESTRE ESTADUAL e CANDIDATO A MESTRE ESTADUAL, indicando inclusive que esta outorga seja estendida a outros estados da Federação, por intermédio das demais federações;

– Os atletas que venceram as categorias do Festival Mineiro da Juventude no ano de 2018 poderão solicitar a outorga de seus títulos de Candidatos a Mestre, no prazo de 90 (noventa) dias a contar da publicação desta nota oficial;

– Os atletas com rating FMX superior ou igual a 2100 (Standard/Clássico) , de acordo com publicação do dia 15 de janeiro de 2019, poderão solicitar a outorga do título de Mestre Estadual;

– Fica a critério do atleta solicitar a outorga do título quando alcançar a pontuação indicada nesta nota técnica.

​Belo Horizonte, 06 de fevereiro de 2019.

Luciane Sepúlveda Viana

Presidente da Federação Mineira de Xadrez (FMX)

Nota Oficial 01/2017

A Presidente, Vice-presidentes e Diretoria da Federação Mineira de Xadrez, no uso de suas atribuições, por meio desta Nota Oficial, comunica que:

O Campeonato Mineiro Clássico Absoluto e o Campeonato Mineiro Clássico Feminino de 2017 não serão contemplados pela premiação sugerida no caderno de encargos nos artigos 6.5.8 e 6.5.9 pelo motivo de desistência intempestiva do patrocinador.

Belo Horizonte, 13 de setembro de 2017

Luciane Sepúlveda Viana

Presidente da FMX

Hélio Nonato de Oliveira

Vice-Presidente da FMX

Wagner Terenzi de Rezende

Vice-Presidente da FMX

José Luiz Vieira

Diretor Financeiro da FMX

Belo Horizonte,13 de setembro de 2017

NOTA OFICIAL – 03 de Março de 2015. 01/2015

 

A Presidente da Federação Mineira de Xadrez, no uso de suas atribuições, por meio desta Nota Oficial, comunica as determinações da Assembleia Geral Ordinária de 2015.

– No ano de 2015 não serão cobradas taxas de anuidades de atletas.

-Todo o torneio oficial ou oficializado pela FMX, válido para cálculo de rating ou para classificação, o organizador será responsável pela taxa de R$ 5,00 por jogador, extinguindo assim a taxa de R$ 1,50 e R$ 3,00 de cálculo de rating.

– Será incluído no Caderno de Encargos da FMX do ano de 2015 o Campeonato Mineiro de Equipes e o Campeonato Mineiro Amador.

– A oficialização do torneio será de no mínimo 45 dias de antecedência. O organizador deverá enviar o folder neste prazo, caso contrário, está sujeito ao repasse do evento a FMX.

– O 1o colocado de cada Classificatório Mineiro Clássico terá isenção de inscrição na Etapa Final, sendo intransferível este direito outro atleta.

Belo Horizonte, 03 de Março de 2015.

Luciane Sepúlveda Viana

Presidente da FMX